Checklist de Expansão de Negócios: 6 Dicas para expandir internacionalmente e alcançar novos mercados

Você tem seu negócio estabelecido? Gostaria de ampliar seu mercado de atuação? Já pensou em abrir um negócio nos EUA?  Então, saiba que você não é o único. Uma pesquisa feita pelo Departamento de Comércio dos EUA, Bureau of Economic Analysis, mostra que os investimentos para abrir um negócio nos EUA por pessoas estrangeiras em 2020 alcançou 1,9 Bilhões de dólares.  Quanto aos investimentos de pessoas estrangeiras para expandir seu negócio no mercado dos EUA em 2020 atingiram 2,4 Bilhões de dólares, conforme mostrado no infográfico abaixo.

Então, o que irá definir o sucesso e o fracasso desse grande empreendimento? Abaixo listamos alguns desafios de expansão mais comuns e como você pode resolvê-los, antes que eles afetem seu sucesso. Essa lista poderá ajudá-lo(a) a examinar se o negócio está no caminho certo para prosperar internacionalmente:

  1. Prepare-se para lidar com as barreiras linguísticas . A comunicação é uma prioridade para qualquer empresa e as barreiras linguísticas afetarão a produtividade e a satisfação dos funcionários. De acordo com dados da SHRM; associação mundial de gestão de recursos humanos; comunicação ruim com (cada 100) funcionários gera uma despesa de até 402 mil dólares por ano. Por isso, ao entrar no mercado norte-americano, certifique-se de ter uma equipe de liderança com fortes habilidades no idioma inglês. Isso gera maior produtividade com menor índice de erros, o que resulta no aumento dos lucros,  do engajamento e na retenção de funcionários.
  2. Compreender as diferenças culturais . Peculiaridades culturais causam desalinhamento significativo para o negócio. Uma boa analogia é considerar as diferenças entre o futebol americano nos Estados Unidos em relação a outros países. Ao falar do “futebol americano”, pode presumir que esteja falando do mesmo esporte, porém, dependendo de sua compreensão cultural do esporte, as regras do jogo, os termos usados e até mesmo o equipamento para jogá-lo são muito diferentes. Essa correlação pode ser facilmente aplicada no ambiente de negócios. Mesmo que acredite estar falando sobre a mesma coisa, interpretações variadas podem causar desafios comerciais e colocar seu novo empreendimento fora do curso.
  3. Impulsionar contratações internacionais. Recrutar nos EUA é desafiador e demorado. Uma pesquisa feita pela Manpower, consultoria de gestão de pessoas, constatou que 69% das empresas norte-americanas lutam para encontrar os melhores talentos e a SHRM informa que o processo de contratação pode levar em média 36 dias. Portanto, contratar em mercado estrangeiro é desafiador. Assim, esteja preparado, ter ajuda de especialistas de recrutamento local irá facilitar as contratações, uma vez que eles compreendem a dinâmica da força de trabalho, os benefícios esperados, remuneração e políticas que os funcionários dos EUA esperam. Evite os obstáculos de recrutamento antes que eles atrapalhem seus planos de expansão.
  4. Estrutura para simplificar a gestão global de equipes. Gerenciar um negócio além-fronteiras exige esforços na estruturação, colaboração e engajamento que vão além das organizações tradicionais de “trabalho remoto”. O sucesso para um gerenciamento eficiente depende de: considerar os fusos horários, as diferenças culturais e de idioma, e a necessidade da formação de equipes com potencial. Certifique-se de possuir eficientes ferramentas de colaboração, traçar políticas e expectativas claramente definidas para que as equipes saibam quais expectativas precisam atender. Considere uma estrutura de liderança mais enxuta para facilitar a tomada de decisões de forma mais eficiente. Capacite todos os membros da equipe para levantar questões e sugestões para melhoria de processos.
  5. Entender as flutuações do câmbio . Não há dúvida que as taxas de câmbio estão em constante mudança, sempre acompanhando as variações do mercado financeiro. Pensando nisso, desenvolva planos de contingência para quando os preços das mercadorias, matérias-primas e peças mudarem de valor, por exemplo. As taxas de câmbio também afetam o fluxo de caixa, desempenho de investimentos, taxas de juros, além de influenciar o mercado de trabalho e o valor dos imóveis, tão necessários para sustentar o negócio. Enfim, não se esqueça de antecipar todos os fatores que envolvem taxas de câmbio, dessa forma poderá planejar seus investimentos e requerimentos de capital mais assertivos.
  6. Conhecer as particularidades de políticas externas . As políticas variam significativamente de país para país; porém nos EUA, políticas fiscais, de imigração, de conformidade, regulatórias e de emprego, podem diferir de estado para estado. Assim sendo, é  essencial fazer uma pesquisa aprofundada para conhecer os requisitos e regulamentos do Estado e região dos EUA que deseja fazer negócios. Conhecer todas as diretrizes com antecedência pode evitar grandes obstáculos e dores de cabeça no futuro. Para isso, é aconselhável recorrer a especialistas locais para orientá-lo nos pequenos detalhes. Tal investimento renderá dividendos a longo prazo e evitará cair em erros fatais.

Use este checklist para equipar sua empresa antecipadamente com as melhores práticas para abrir sua empresa no mercado dos EUA. Se você tiver dúvidas, a UnniCo está aqui para ajudar. Somos especialistas em trazer soluções e negócios em mercados internacionais. Saiba mais aqui.